fbpx

Postado por:

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

sete + dezenove =

    LECY RIBEIRO DA CRUZ

    Sejam os impostos postergados ou outros que já estavam inadimplentes no segundo semestre do ano passado, ou alguns casos de empresas que já estavam em crise e com parcelamentos rescindidos, tudo é recurso a receber, é tudo ATIVO a receber. Agora, quando falam que o governo teme um novo REFIS eu fico perguntando é o seguinte. Adianta alguma coisa para o governo não parcelar?Uma vez que não parcelando não haverá recebimento também? O fato é que principalmente com a PANDEMIA o quadro mudou totalmente, só há duas opções, parcelar e receber parcelado ou não parcelar e a maior parte não receber.

    Responder