fbpx
30/10/2017 POSTADO EM: Economia Gerais Notícias

O governo Temer tem falado em aprovar uma reforma da Previdência, mesmo que mais limitada, após o presidente ter conseguido apoio suficiente na Câmara dos Deputados para arquivar uma segunda denúncia da Procuradoria Geral da República contra ele, por 251 votos a 233.

“As próximas semanas serão decisivas para a gente entender qual verdadeiro tamanho do governo na Câmara. Mas, com certeza, a reforma da Previdência não será a que a equipe econômica sonhou, que a gente sonhou”, disse Maia.

Ele também disse que vai “rejeitar no momento adequado” pedidos de impeachment de Temer que estão na Câmara. “A Câmara não pode parar para julgar pela terceira vez a mesma coisa. O Brasil não suporta isso”, disse Maia, segundo o jornal.

Na entrevista, o presidente da Câmara dos Deputados disse ainda que vai tentar renovar seu mandato parlamentar nas eleições de 2018 e defendeu que seu partido, o DEM, tenha candidato próprio na disputa presidencial.


Postado por:

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito + seis =